quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Alice no País das maravilhas

De volta ao país das maravilhas...


Mais uma vez, trago-vos o clássico "Alice no País das Maravilhas", mas agora, com um "twist". A edição que vos apresento hoje faz parte da já minha conhecida coleção "Os Livros estão loucos". 


Penso que este livro não precisa de apresentações, já todos o conhecemos, no entanto tenho de dar a conhecer a Mariana e o Simão, que nos acompanham ao longo da história e vão fazendo aquelas perguntas que sempre concebemos mas não temos a coragem fazer a Alice ou, pelo menos, que não nos parecem fazer sentido, mas, neste livro, o que faz? 

Se precisarem de um "refresh" na memória acerca da história desta obra intemporal de Lewis Carroll, poderão ler a minha opinião da história original aqui.

Parece-me que o enquadramento de Alice no País das Maravilhas na colocação na coleção "Os Livros estão Loucos" da editora Guerra e Paz foi o mais bem conseguido de entre as obras já editadas neste formato, como:



Tudo nesta obra encaixa bem, desde a própria história às imagens malucas que a acompanham. Entramos num universo quase psicadélico   de Alice ao ler este livro.

As cores berrantes, as imagens malucas, as letras que saltam das páginas,(…) conferem ao livro um carácter divertido, combinamndo perfeitamente com a narrativa.



A linguagem é extremamente acessível, como diz o slogan, é contada "Tipo aos jovens", o que permite desfrutar de uma leitura suave, rápida e extremamente divertida.

Esta coleção está realmente muito boa, adaptando clássicos da literatura que, de outra forma, nunca teria a coragem de ler.

Por isso, espero que, um dia, sejam adaptadas mais obras, no entanto, não me parece que nenhum fique tão brilhante como  Alice no País das Maravilhas.

Finalmente, quero agradecer à editora Guerra e Paz pelo exemplar que me cederam e os bons momentos que a sua leitura me proporcionou!

Sem comentários:

Enviar um comentário