domingo, 27 de agosto de 2017

O Assassino do Bobo + Resultado Passatempo

Muitos anos passaram...

Robin Hobb é conhecida por ter escrito diversas obras, entre elas toda a saga "O Assassino". A coleção "O Assassino e o Bobo" estreia-se com O Assassino do Bobo, que me foi gentilmente cedido pela editora Saída de Emergência.


Tomé Texugo, como é conhecido, aparenta ser um simples depositário do reino dos Seis Ducados, no entanto, é muito mais do que isso. Vive disfarçado de antigos inimigos que fez ao serviço do seu rei e de outros que o odeiam simplesmente por ter nascido.

Trata-se, na realidade, de FitzCavalaria Visionário, filho bastardo de um rei que abdicou do trono. O prefixo Fitz no seu nome não o deixa esquecer as origens enquanto bastardo. Há anos que vive em paz, tendo deixado para trás o oficio de assassino da família real Visionário. Com a sua mulher, Moli, criou os enteados mais novos e viu-os todos partir em busca de emprego próprio. A primeira filha de Moli, Urtiga, é também filha de Fitz, concebida antes do casamento da mulher com o seu primeiro marido, Castro, agora falecido. 

Os descendentes da linhagem visionário podem ser portadores do "Talento", um poder que lhes permite comunicar telepaticamente. O atual rei, tal como Fitz e Urtiga, é possuidor desse poder.

O anos iam passando até que, contra todas probabilidades, Moli afirma estar grávida. Quando a gravidez se prolonga por dois anos, todos começam a duvidar da sua sanidade.

Fitz sempre quis criar um filho e, apesar de parecer impossível, desejou que é criança que Moli alegadamente transportava dentro de si não fosse real. Isto porque, se fosse verdade, a criança seria mais uma Visionário bastarda, um perigo para a coroa ou um trunfo para a mesma, condenada a fugir e a defender-se ou a ser forçada a trabalhar para a família real, como o seu pai em tempos fora.

Não sei se devo revelar muito mais. Pode parecer pouco, mas isto durou metade do livro. Considero que, apesar desta "contextualização" ser necessária, podia ser mais curta e concreta. Demorei imenso tempo a ler esta obra, principalmente a sua primeira metade pelo que já referi, no entanto, após esta parte estagnada, a história toma um rumo avassalador.

Além disso, o início do livro foi incrivelmente difícil de desvendar devido aos nomes das personagens (que eram bastantes) serem características como Paciência, Altomem, Maisaltomem,… Por outro lado, o livro, sendo o primeiro da coleção "O assassino e o Bobo", não é primeira narrativa da história de FitzCavalaria Visionário, pelo que se tornou complicado aprender, compreender e recordar os aspetos relevantes acerca sua vida passada.

Depois de conseguir compreender todo este universo de vidas emaranhadas e passados secretos, consegui perceber a complexidade e dificuldade criar uma trama tão elaborada e consistente. Robin Hobb não perde pelo pormenor, ganhando realismo a cada página.

FitzCavalaria é, sem dúvida, uma personagem intrigante. Tem um passado tenebroso e sombrio mas, por essa razão, revela-se astuto e sábio. É possuidor de uma enorme empatia para com os seus familiares e, especialmente, para com Moli, a sua esposa. Devido ao seu passado, Fitz não envelhece como uma pessoa comum, parecendo mais novo do que realmente é. Assim  sendo, era alvo de coscuvilhices por parte dos criados devido à sua relação com Moli que, apesar de ser pouco mais velha que ele, quase aparenta ser sua mãe. Assim, revela-se uma personagem com um caráter forte, correto e, acima de tudo, íntegro.

Se algo que me deixou indignada foi o facto de, quando as coisas estavam mesmo a ficar interessantes, livro terminou. Chateou-me no sentido em que necessito de saber mais... No entanto, o término da obra teve uma elegância tal que nos deixa desejosos pelo próximo volume.

Bem, sem mais demoras, está na hora de anunciar vencedor de um exemplar deste livro, também este gentilmente cedido pela Saída de Emergência.

O vencedor foi escolhido através da plataforma virtual Random.org e lá foram inseridos os participantes que cumpriram todas as regras do passatempo. 

O vencedor, ou neste caso, a vencedora é Filipa Monteiro. Muitos

Parabéns, deverá receber um e-mail nos próximos dias para confirmação da morada de envio.

Muito obrigada a todos os que participaram no passatempo. Aos que não ganharam peço que não desanimem pois, em breve, mais sorteios virão, basta ficarem atentos!

Sem comentários:

Enviar um comentário